Por que contratar o síndico profissional

img

Quando chega a hora das eleições para síndico, apresentar nomes para concorrer ao cargo tornou-se uma tarefa difícil. Esta situação é mais comum e presente nas assembleias do que se imagina! As principais razões que levam à desistência dos condôminos a concorrer à vaga são:

  • o comprometimento de tempo e energia dedicados às atividades pertinentes ao condomínio;
  • a falta de prática e a responsabilidade em gerir o orçamento do condomínio;
  • a falta de prática para administrar conflitos entre os próprios condôminos e os funcionários;

Um condomínio sem a figura do síndico está totalmente irregular perante a legislação e não terá representatividade alguma frente aos órgãos competentes. Porém, não se pode forçar ou impor a alguém o exercício desta função.

Diz a Lei 4.591 – 16/12/1964:

“§ 4º Ao síndico, que poderá ser condômino ou pessoa física ou jurídica estranha ao condomínio, será fixada a remuneração pela mesma assembleia que o eleger, salvo se a Convenção dispuser diferentemente”.

E o Código Civil, Lei 10.406/2002:

"Art. 1.347 - A assembleia escolherá um síndico, que poderá não ser condômino, para administrar o condomínio, por prazo não superior a dois anos, o qual poderá renovar-se”.



Vantagens de contratar o síndico profissional

img

Hoje os condomínios, sejam residências ou comerciais, estão se equiparando em sua administração a uma complexa empresa. Além deste fato, é interessante a presença do síndico profissional, pela dificuldade dos moradores em querer assumir a responsabilidade e gerência do dia-a-dia do condomínio. É neste momento que a melhor opção para o condomínio é a contratação do "Síndico Profissional". Ter um profissional que exerça este papel é altamente vantajoso ao condomínio por diversos fatores assumidos por este tipo de síndico, entre eles:

  • A responsabilidade civil e criminal do condomínio.
  • Isenção nas tomadas de decisão, pois não tem vínculo emocional que favoreça; qualquer morador ou funcionário.
  • Não há vínculo empregatício.
  • Maior controle sobre a administração.
  • Maior dedicação.
  • Conhecimentos técnicos de leis e do novo Código Civil.
  • Remuneração fixa independente da variação condominial.
  • É um prestador de serviços, fato que garante uma relação efetivamente profissional, da qual se pode exigir boa atuação e trabalho eficaz.

Ou seja, ter alguém que assuma para si, as responsabilidades da administração do condomínio, trabalhando para o bem estar dos moradores.



Frota Própria

img

Síndico profissional, agora uma realidade

Floriano Poyares, síndico profissional, gerencia, atualmente vários condomínios. Esta nova profissão está sendo recebida no mercado gaúcho com boa receptividade. Os porto-alegrenses estão se sentindo gratificados e mais tranquilos com a contratação deste profissional, pois o que antes era um problema para muitos – ser síndico – deixou de ser. Tal opinião é verbalizada pelo Sr. Neroli Cogo, sub-síndico do Condomínio Mariana, que diz “O síndico profissional é uma pessoa isenta do convívio do condomínio e facilita a comunicação entre nós, os condôminos”...

Síndico profissional: uma alternativa que acaba com a improvisação

Engana-se quem acredita que a tercerização é tema de grandes executivos que, volta e meia, ficam prostados diante das necessidades complexas de suas organizações. A Poyares Ltda, está mostrando ao lançar uma figura ainda pouco utilizada no mercado: o Sindico Profissional...


Sustentabilidade